Arquivo do mês: outubro 2011

amanhã tem sarau! parabéns drummond

amanhã, dia 1/11/11, tem sarau dos vira-latas!

onde? praça da assembleia

mas onde? no coreto

tá, e que horas? 20h30

aproveitando, hoje Drummond faria 109 anos de vida. o escritor, natural de Itabira, muito contribuiu com a divulgação da poesia modernista no Brasil. pode-se dizer que Drummond fazia parte de um grupo de modernistas “radicais”, dando mais ênfase ao mundo à sua volta, do que no próprio eu-lírico. praticava o verso livre, longe de “amarras” métricas. linguagem coloquial era outra marca. importante para o modernismo, importante para Itabira, para Belo Horizonte, para Copacabana, para o Brasil, para a poesia, para nós.

“… mas as coisas findas,

muito mais que lindas,

essas ficarão.”

Drummond ficou.

ah! http://exame.abril.com.br/estilo-de-vida/livros/noticias/carlos-drummond-de-andrade-ganha-dia-comemorativo “Além de assistir, o público também tem a chance de participar dessa festa. Qualquer pessoa pode enviar um vídeo para o site do evento com a declamação de um dos poemas do escritor. Esse material vai servir de inspiração para outro filme, produzido pelo instituto.”

façamos o nosso também!

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

rap

autor: PP

Ser humano no breu, está perto do fim,
pois se Abel morreu nós somos descendentes de Cain,
isso não significa que você vai matar seu brother,
mas também não te garante que ele vai pensar assim,
isso tá na história, vamos com muita sede a glória,
é tipo óculos sem lente, Armação.
Pois se lembrar é fácil pra quem tem boa memória,
esquecer é bem dificil pra quem tem bom coração.
Eu tento me esquivar, só pra resistir mais
quando se anda pra frente muita coisa fica pra trás,
ih, é foda ver o povo rir, mas não penso nem no tempo que eu perdi porque se não eu perco mais.
Mas vários com o crânio oco, preocupados com pipocos,
se contentando com pouco e daime + tarja preta,
o louco ficou mais louco louco, o barato é louco,
só que o processo por aqui nunca foi careta..

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

‎(Samba em homenagem à Dorival Caymmi)

Autor: André Martins
Sangue Tropical

Eu vou limpar o chão
Que fica imundo
Depois do carnaval
Que é pra ver
se algo muda
Eu vou levar um grito
Para um mudo no sinal
Quem sabe alguém escuta?!

Eu vou levar pro mundo
Teu samba, Dorival
E mostrar como é vermelho
O nosso sangue tropical

Eu não vou louvar um deus
Que fica mudo
Preso numa catedral
Cantando minha gente
Vence o luto
Não vou velar o absurdo
Como fosse natural
Quem sabe tudo muda?!

Eu vou levar pro mundo
Teu samba, Dorival
E mostrar como é vermelho
Nosso sangue tropical

Eu vou pintar o chão da praça
Para alegrar quem passa
E esquecer o cinza
Que colore a capital
Quem pára , o tédio alcança
Mas, minha gente não se cansa
Sempre a gente dança
Pra ficar legal

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

O primeiro

esse é um vídeo, editado pelo Daniel Ferreira, do primeiro sarau, que aconteceu no Centro Cultural UFMG!

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized

Vira latas de toda a cidade, uivemos!

esse é o blog do sarau dos vira-latas. mas o que é o sarau dos vira-latas?

surgiu como uma ideia de um camarada, querendo realizar um sarau no Centro Cultural UFMG, com o nome de sarau RAPoético, de vez em quando, reunindo pessoas que gostassem de poesia, que quisessem ouvir poesia, recitar poesia, textos, coisas legais…

os participantes, inicialmente, eram pessoas envolvidas com a prática do rap, e o sarau vinha como estímulo a essas pessoas produzirem poesia sem se preocupar com a música rap. produzir mais livremente, se pode assim ser dito. e pra estimular as pessoas que não conhecem o rap, a enxergarem esse estilo musical com outros olhos, dando ênfase à lírica. mas e aí?

a coisa deu tão certo que tomou vida própria, e recebeu um nome muito mais legal. acontece de 15 em 15 dias (terça, quarta, terça, quarta…), cada vez em um diferente espaço da cidade. e quem participa? quem quiser! quem gosta de ir pra rua, de conhecer gente nova, de mostrar o que anda lendo, o que anda escrevendo, e conhecer o que os outros andam escrevendo por aí…

a cidade, de uns tempos pra cá, vem sendo enxergada cada vez mais como um lugar de passagem, e não de vivência. é a cidade espetáculo: apenas observamos ela acontecer, sem de fato participarmos dela. mas nós queremos participar! e por que não com poesia?

enfim, seguem muitas histórias, participações… mas se você gostou da ideia, venha participar também! não existe dono… afinal, somos ou não vira-latas?

Deixe um comentário

Arquivado em Uncategorized